Rental Software - Vivorental.com

Info:
- Aluguel de Computadores para consultorios, com toda a suporte: Convex
- Aluguel de multifuncionais, com toner, cilindro e suporte: Convex
- Adovagados - Previdenciario, DPVAT, Civil, Familia e Criminal - em Sinop / MT
- CRM, Proposal, Contracts and Invoices Management tool for small business
- CRM FOR RENTAL COMPANIES

Bula Medicamento - Teicon


Teicon®

Teicoplanina

Uso adulto e pediátrico


Composição - TEICON 200 mg: Cada frasco-ampola contém 200 mg de teicoplanina e 24 mg de cloreto de sódio. TEICON 400 mg: Cada frasco-ampola contém 400 mg de teicoplanina e 24 mg de cloreto de sódio; cada ampola de diluente contém 3 ml de água para injeção, estéril e apirogênica.

Indicações - O produto é indicado no tratamento de infecções causadas por microrganismos Gram-positivos sensíveis, incluindo aqueles resistentes a outros antibióticos, tais como meticilina e cefalosporinas: endocardite, septicemia, infecções osteoarticulares, infecções respiratórias, infecções de pele e tecidos moles, infecções urinárias e peritonite associada à diálise peritoneal crônica ambulatorial.

Precauções e advertências - A maioria dos estudos sugere que a hipersensibilidade cruzada com a vancomicina é muito rara e a teicoplanina pode usualmente ser utilizada em pacientes intolerantes à vancomicina, incluindo aqueles pacientes que apresentaram a síndrome do homem vermelho com a vancomicina. As funções renal e auditiva dos pacientes em tratamento prolongado devem ser monitoradas em pacientes com insuficiência renal, e naqueles que estiverem recebendo outras drogas nefrotóxicas e (ou) neurotóxicas concorrentemente, como os aminoglicosídeos, colistina, anfotericina, ciclosporina, cisplatina, furosemida e ácido etacrínico. De um modo geral, devem ser realizados testes das funções renal e hepática e hemograma completo durante o tratamento prolongado com a droga. É necessário um ajuste na dose em pacientes com função renal prejudicada. Uso na gravidez e período de lactação: Os estudos de reprodução animal realizados com a teicoplanina não revelaram evidência de alteração da fertilidade ou efeitos teratogênicos, assim como não existem informações sobre a transferência placentária da droga ou sobre a excreção da droga no leite materno.

Reações adversas - As reações adversas são raras e geralmente de caráter leve e transitório e, na maioria dos casos, não é necessário interrupção do tratamento. Foram observadas as seguintes reações: Reações locais: Eritema, dor local, tromboflebite. Reações alérgicas: Rash, prurido, febre, broncoespasmo, choque anafilático. Reações gastrintestinais: Náuseas, vômitos, diarréia. Reações sangüíneas: Eosinofilia, leucopenia, neutropenia, trombocitose, trombocitopenia. Função hepática: Aumento das transaminases séricas e fosfatase alcalina sérica. Função renal: Elevações transitórias da creatinina sérica. SNC: Tontura e cefaléia. Outros eventos relatados: Perda auditiva de alta freqüência, tinido e distúrbios vestibulares.

Posologia - Adultos: Em infecções leves a moderadas (por exemplo: infecções da pele e tecidos moles e infecções urinárias) o tratamento deve ser iniciado com uma única dose endovenosa de 400 mg (ou 6 mg/kg), seguida de dose de manutenção de 200 mg (ou de 3 mg/kg) por via IM ou IV. Em infecções graves (por exemplo: septicemia, endocardite, osteomielite e artrite séptica, infecções em pacientes com comprometimento da função imunológica) o tratamento deve começar com 400 mg (ou 6 mg/kg) por via IV, cada 12 horas, durante 1 a 4 dias. Nos dias subseqüentes, a dose deve ser de 400 mg (ou 6 mg/kg) ao dia. Em algumas situações, tais como pacientes com queimaduras graves infectadas ou endocardite causada por Staphylococcus aureus, pode ser necessária dose de manutenção de até 12 mg/kg por via IV. No caso de endocardite causada por S. aureus, foram obtidos resultados satisfatórios quando o produto foi administrado em conjunto com outros antibióticos. A eficácia da monoterapia com o produto para esta indicação ainda está sendo investigada. Quando as concentrações séricas do produto são monitoradas em infecções graves, os níveis (imediatamente antes da dose subseqüente) devem ser 10 vezes superiores aos da CIM (concentração inibitória mínima) ou, pelo menos, 10 mg/l. Pacientes com insuficiência renal: Em pacientes com insuficiência renal, a diminuição da dose não é necessária até a 4ª dose. A partir da 5ª dose, deve-se seguir o seguinte esquema: Pacientes com insuficiência renal moderada, com depuração de creatinina de 40 a 60 ml/min, a dose deverá ser diminuída para a metade inicial (utilizando a dose inicial a cada dois dias ou a metade desta dose uma vez ao dia). Pacientes com insuficiência renal grave, com depuração de creatinina menor que 40 ml/min e em pacientes sob hemodiálise, a dose deve ser reduzida para um terço da inicial (utilizando a mesma dose inicial cada três dias ou um terço da dose uma vez ao dia). Teicoplanina não é dialisável. Administração intraperitoneal para pacientes com peritonite ou em diálise peritoneal ambulatorial contínua: em peritonite por microrganismos Gram-positivos secundária à diálise peritoneal ambulatorial contínua, a dose recomendada é de 20 mg de teicoplanina por litro do líquido de diálise na 1ª semana; 20 mg/l em bolsas alternadas na 2ª semana e 20 mg/l na bolsa que permanece durante a noite na 3ª semana, acrescido de uma dose de ataque de 400 mg endovenosa se o paciente estiver com febre. O produto é estável em soluções de diálise peritoneal (glicose a 1,36% ou 3,86%). As soluções armazenadas por mais de 24 horas devem ser descartadas. Terapia combinada: Quando a infecção requer atividade bactericida máxima, recomenda-se a combinação com um agente bactericida apropriado (exemplo: em endocardite estafilocócica) ou quando infecções mistas com patógenos Gram-negativos não podem ser excluídas (exemplo: terapia empírica de febre em pacientes neutropênicos). Em profilaxia de endocardite Gram-positiva, em cirurgia dentária e em pacientes com doença valvular: Deverá ser administrada uma dose de 400 mg endovenosa (6 mg/kg) no momento da indução anestésica. Profilaxia de infecções Gram-positivas em cirurgia ortopédica: Uma dose de 40 mg endovenosa (ou 6 mg/kg se o paciente pesar mais que 85 kg), no momento da indução anestésica. Idosos: Seguir a dose dos adultos (se a função renal estiver gravemente comprometida, deve-se seguir as instruções para pacientes com função renal comprometida). Crianças: Em pacientes com idade entre 2 e 12 anos, o produto é excretado mais rapidamente que em adultos. Portanto, o tratamento deve ser iniciado com dose de 10 mg/kg, a cada 12 horas, nos primeiros 1-4 dias. Em infecções graves ou em crianças neutropênicas, a dose diária subseqüente deve ser de 10 mg/kg. Em infecções menos graves, a dose diária pode ser reduzida para 5 mg/kg.

Apresentações - Caixa com 1 ou 10 frascos-ampolas de 200 ou 400 mg de teicoplanina, acompanhados de ampola de diluente de 3 ml.

Venda Sob Prescrição Médica.

Registro no M.S. 1.0270.0103.

ARISTON Indústrias Químicas e Farmacêuticas Ltda.

O Clinicabr é um software para area de saúde. Para consultar a venda de remédios, sugerimos alguns sites populares na internet. Farmácias e drogarias on line:

Farmagora - www.farmagora.com.br
Farmadelivery - www.farmadelivery.com.br
Netfarma - www.netfarma.com.br
Ultrafarma - www.ultrafarma.com.br
Drogaria Minas Brasil - www.drogariaminasbrasil.com.br
Onofre - www.onofre.com.br

Informamos que esta se destina unicamente para consultas e que o uso de medicamentos sem orientação adequada pode trazer riscos a saúde. O ClinicaBR recomenda a todos os pacientes a procurarem sempre uma orientação médica.

Acidex VIAGRA MICROVLAR SALONPAS GEL Cialis Adegrip TYLENOL Adeforte Uni Vir Creme Software Medico Rivotril Novalgina Adriblastina Rd Puran T4 Advil Adalat Retard Acular Acrosin Bulario Software Odontologico Acarsan Locao Ad-element Cadastrar Dorflex Aerolin CID-10 Absten S HIPOGLOS Ad-til Accuvit NEOSALDINA Acticalcin Acne-aid BUSCOPAN Adalat Ciclo 21