Rental Software - Vivorental.com

Info:
- Aluguel de Computadores para consultorios, com toda a suporte: Convex
- Aluguel de multifuncionais, com toner, cilindro e suporte: Convex
- Adovagados - Previdenciario, DPVAT, Civil, Familia e Criminal - em Sinop / MT
- CRM, Proposal, Contracts and Invoices Management tool for small business
- CRM FOR RENTAL COMPANIES

Bula Medicamento - Lamitor


Lamitor

Lamotrigina

Uso adulto


Indicações - Adultos e crianças a partir de 12 anos: LAMITOR é uma droga antiepiléptica indicada, como adjuvante ou em monoterapia, para o tratamento de crises convulsivas parciais e crises generalizadas, incluindo as crises tonicoclônicas e as crises associadas com a síndrome de Lennox-Gastaut.

Contra-indicações - Indivíduos com conhecida hipersensibilidade à lamotrigina.

Precauções - Existem relatos de reações adversas dermatológicas que, geralmente, têm ocorrido nas primeiras oito semanas após o início do tratamento; a maioria é leve e autolimitada. Exantemas graves e potencialmente ameaçadores da vida, síndrome de Stevens-Johnson (SJS), necrólise epidérmica tóxica têm sido relatados. Além disso, o risco global de aparecimento de um exantema pode estar fortemente associado com altas doses iniciais, doses que excedam o escalonamento recomendado e/ou com o uso concomitante de valproato (ver dose). Todos os pacientes (adultos e crianças) que desenvolverem exantema devem ser rapidamente avaliados, e o uso de lamotrigina descontinuado. A suspensão abrupta de LAMITOR pode provocar crises de rebote. A menos que seja necessário, a dose deve sofrer redução gradual ao longo de duas semanas. Não existem dados disponíveis suficientes para avaliar a segurança do uso na gravidez humana. Não deve ser usado na gravidez, a menos que, na opinião dos médicos, o benefício potencial para a mãe justifique qualquer risco possível ao desenvolvimento fetal. Há informação limitada sobre o uso de lamotrigina na lactação. Esta substância passa pelo leite materno, 40%-60% da concentração sérica. O benefício potencial da amamentação deve ser considerado. Quando a mãe é tratada durante a gravidez, existe um risco teórico de ocorrerem malformações fetais.

Interações medicamentosas - Os agentes antiepilépticos que induzem as enzimas hepáticas de metabolização de drogas aumentam o metabolismo da lamotrigina. Valproato de sódio reduz o metabolismo e aumenta a meia-vida média da lamotrigina em cerca de duas vezes.

Reações adversas - Rashes cutâneos em até 10%. Os rashes cutâneos levaram à suspensão do tratamento com lamotrigina em 2%. Raramente foram observados rashes cutâneos graves. Outras reações durante estudos incluíram: diplopia, visão turva, tontura, sonolência, cefaléia, falta de firmeza de movimentos, cansaço, distúrbios gastrintestinais e irritabilidade/agressividade.

Posologia - Dose em monoterapia: Adultos e crianças acima de 12 anos: Dose inicial de 25 mg, uma vez ao dia, por duas semanas, seguida por 50 mg, uma vez ao dia, por duas semanas. A partir daí a dose deve ser aumentada em até o máximo de 50-100 mg, a cada 1-2 semanas, até que uma resposta ótima seja alcançada. A dose usual de manutenção é de 100-200 mg/dia, administrados uma vez ao dia ou em duas doses fracionadas. Alguns pacientes podem necessitar de até 500 mg/dia para alcançar a resposta desejada. Devido ao risco de exantema (rash), a dose inicial e o escalonamento de doses subseqüente não devem ser excedidos. Dose em terapia combinada: Em pacientes recebendo valproato, a dose inicial de LAMITOR deve ser de 25 mg, em dias alternados, por duas semanas; seguido por 25 mg, uma vez ao dia, por duas semanas. Em seguida, a dose deve ser aumentada até um máximo de 25-50 mg, a cada 1 ou 2 semanas, até que uma resposta adequada seja alcançada. A dose usual de manutenção é de 100-200 mg/dia, administrados uma vez ao dia ou fracionados em duas tomadas. Pacientes idosos (acima de 65 anos de idade): Nenhum ajuste de dose é necessário. Insuficiência hepática: As doses iniciais, de escalonamento e manutenção, devem ser reduzidas em aproximadamente 50%, em insuficiência hepática moderada (Child-Pugh grau B), 75% (Child-Pugh grau C).

Superdosagem - Ingestão aguda de doses de até 10 a 20 vezes a dose terapêutica máxima. Os sintomas incluem sonolência, ataxia, inconsciência e coma. No caso de superdose, o paciente deve ser hospitalizado para receber tratamento sintomático e de suporte apropriados. Se indicada, deve ser feita lavagem gástrica, idealmente até 2 a 4 horas após a ingestão.

Apresentações - Embalagem contendo 30 comprimidos de 25 mg, 50 mg e 100 mg.

Venda Sob Prescrição Médica.

Só pode ser vendido com retenção de receita.

Produto de controle especial C1.

Ao persistirem os sintomas, o médico deverá ser consultado.

Registro no M.S. 1.0525.0002.

TORRENT do Brasil Ltda.

O Clinicabr é um software para area de saúde. Para consultar a venda de remédios, sugerimos alguns sites populares na internet. Farmácias e drogarias on line:

Farmagora - www.farmagora.com.br
Farmadelivery - www.farmadelivery.com.br
Netfarma - www.netfarma.com.br
Ultrafarma - www.ultrafarma.com.br
Drogaria Minas Brasil - www.drogariaminasbrasil.com.br
Onofre - www.onofre.com.br

Informamos que esta se destina unicamente para consultas e que o uso de medicamentos sem orientação adequada pode trazer riscos a saúde. O ClinicaBR recomenda a todos os pacientes a procurarem sempre uma orientação médica.

Acidex VIAGRA MICROVLAR SALONPAS GEL Cialis Adegrip TYLENOL Adeforte Uni Vir Creme Software Medico Rivotril Novalgina Adriblastina Rd Puran T4 Advil Adalat Retard Acular Acrosin Bulario Software Odontologico Acarsan Locao Ad-element Cadastrar Dorflex Aerolin CID-10 Absten S HIPOGLOS Ad-til Accuvit NEOSALDINA Acticalcin Acne-aid BUSCOPAN Adalat Ciclo 21