Rental Software - Vivorental.com

Info:
- Aluguel de Computadores para consultorios, com toda a suporte: Convex
- Aluguel de multifuncionais, com toner, cilindro e suporte: Convex
- Adovagados - Previdenciario, DPVAT, Civil, Familia e Criminal - em Sinop / MT
- CRM, Proposal, Contracts and Invoices Management tool for small business
- CRM FOR RENTAL COMPANIES

Bula Medicamento - DORPINON


DORPINON (Ariston).

Dipirona sódica

Apresentações
Solução oral (gotas): Embalagem com frasco de 10 ml. Solução injetável 500 mg: Embalagem com 100 ampolas de 1 ml. Solução injetável 1.000 mg: Embalagem com 100 ampolas de 2 ml. Comprimidos 500 mg: Embalagem com 100 comprimidos.

Composição
Solução oral: Cada ml (20 gotas) contém: Dipirona 500 mg; Veículo q.s.p. 1 ml. Solução injetável 500 mg: Cada ampola contém: Dipirona 500 mg; Água para injeção, estéril e apirogênica q.s.p. 1 ml. Solução injetável 1.000 mg: Cada ampola contém: Dipirona 1.000 mg; Água para injeção, estéril e apirogênica q.s.p. 2 ml. Comprimidos: Cada comprimido contém: Dipirona sódica 500 mg; Excipiente q.s.p. 1 comprimido. Informações ao paciente: O produto deve ser mantido em local fresco, ao abrigo da luz e da umidade. Ao adquirir um medicamento, verifique o prazo de validade na embalagem. O produto mantém sua estabilidade, desde que sejam observados os cuidados de conservação indicados. Não utilize medicamentos após vencido o prazo de validade. Informe ao seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término. Informar ao médico se está amamentando. Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico. Este produto contém o corante amarelo de tartrazina, que pode causar reações de natureza alérgica, entre as quais asma brônquica, especialmente em pessoas alérgicas ao ácido acetilsalicílico. Informe ao seu médico o aparecimento de reações desagradáveis, tais como: sonolência, depressão nervosa, urticária, febre, nefrite, hipotensão arterial, palpitações, secura na boca, dor de garganta, manifestações alérgicas na pele como pruridos e placas vermelhas, anorexia, icterícia, dilatação da pupila, visão turva, bem como alterações no hemograma. Informe ao seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando antes do início ou durante o tratamento. Características: A dipirona é um potente analgésico e antipirético, com propriedades antiespasmódicas e um componente antiinflamatório. Age em nível central e periférico, simultaneamente. O mecanismo de ação analgésica central ocorre por inibição da síntese de prostaglandinas e pela ativação do potencial inibitório do tronco cerebral, levando à depressão da transmissão de impulso no sistema nociceptivo e à diminuição da taxa de descarga dos neurônios espinhais. A ação periférica resulta da inibição da síntese de prostaglandinas e da inibição da suscetibilidade de atividade nociceptora pelas substâncias hiperagésicas.

Indicações
Indicado como analgésico e antipirético.

Contra-indicações
Dipirona não deve ser administrada a pacientes com intolerância conhecida aos derivados pirazolônicos ou com determinadas doenças metabólicas, como a porfiria ou a deficiência congênita da glucose-6-fosfato-desidrogenase. Como os demais analgésicos, a dipirona não deve ser administrada em altas doses ou por longo tempo, sem controle médico. É absolutamente contra-indicada na gravidez e também contra-indicada em portadores de nefrite crônica e no glaucoma de ângulo estreito entre a íris e a córnea. Precauções e advertências: Tendo em vista a possibilidade da dipirona provocar agranulocitose, nos tratamentos prolongados, o controle hematológico é obrigatório. Já foram relatados casos de aplasia medular. A dipirona pode agravar uma tendência ao sangramento decorrente de deficiência de protrombina. Caso durante o uso de dipirona apareçam manifestações cutâneas ou mucosas, principalmente na boca ou na garganta, o tratamento deve ser suspenso e um médico consultado imediatamente. Pacientes com histórias de reação de hipersensibilidade a outras drogas ou substâncias podem constituir um grupo de maior risco e apresentar efeitos colaterais mais intensos, até mesmo choque. Neste caso, o tratamento deve ser imediatamente suspenso e tomadas as providências médicas adequadas. Colocar o paciente deitado com as pernas elevadas e as vias aéreas livres, diluir 1,0 ml de epinefrina a 1:1.000 em 10 ml e aplicar 1 ml por via endovenosa e, a seguir, uma dose alta de glicocorticóide. Se necessário, fazer reposição do volume sangüíneo com plasma, albumina ou soluções eletrolíticas. O uso de dipirona é justificado em situações sérias, onde não há alternativa antipirética disponível e adequada, tendo em vista a possibilidade de ocorrer agranulocitose fatal. Deve-se interromper imediatamente o uso e consultar o médico se surgirem manifestações alérgicas na pele, como prurido e placas vermelhas, se houver dor de garganta ou qualquer outra anormalidade na boca ou garganta. Interações medicamentosas: Dipirona não deve ser utilizada simultaneamente com álcool, pois pode ocorrer interação das drogas. Associada à clorpromazina pode provocar hipotermia grave. No caso de tratamento concomitante com ciclosporina, pode ocorrer uma diminuição no nível de ciclosporina. Por essa razão, são necessários controles regulares dos níveis sangüíneos.

Reações adversas
Em pacientes sensíveis, independente da dose, a dipirona pode provocar reações de hipersensibilidade, com manifestações cutâneas do tipo alérgico. Sob uso prolongado podem surgir também discrasias sangüíneas. A literatura a respeito relata casos de trombocitopenia, pancitopenia, agranulocitose, anemia hemolítica e metemoglobinemia, já tendo sido relatados casos de aplasia medular.

Posologia
Solução oral (gotas): Adultos: 500 mg-1 g (20 a 40 gotas) por dose, três vezes ao dia, se necessário. A dosagem total diária não deve exceder 3 g. Crianças acima de 3 meses a 5 anos: 100 mg a 200 mg (4 a 8 gotas) por dose, 4 vezes ao dia, se necessário. Crianças maiores de 5 anos: 250 mg a 500 mg (10 a 20 gotas) por dose, 4 vezes ao dia, se necessário. Solução Injetável: Adultos: A natureza e a gravidade do caso clínico apresentado, juntamente com a exclusiva orientação médica, ditam a posologia a ser utilizada. Em média: 1 a 4 ampolas de 2 ml ao dia, por via intramuscular ou endovenosa. A via endovenosa (cuja aplicação deve ser feita lentamente) é especialmente indicada nos casos de reumatismo articular agudo, cólicas, algias intensas e nos casos de febre alta, podendo, se necessário, usar-se até 15 ml por dia a critério médico. Comprimidos: Adultos: 500 mg a 1 mg, por dose, 3 vezes ao dia, se necessário. A dosagem total diária não deve exceder 3 g. Atenção: Crianças menores de 3 meses de idade ou pesando menos do que 5 kg não devem ser tratadas com dipirona sódica, a menos que seja absolutamente necessário.

O Clinicabr é um software para area de saúde. Para consultar a venda de remédios, sugerimos alguns sites populares na internet. Farmácias e drogarias on line:

Farmagora - www.farmagora.com.br
Farmadelivery - www.farmadelivery.com.br
Netfarma - www.netfarma.com.br
Ultrafarma - www.ultrafarma.com.br
Drogaria Minas Brasil - www.drogariaminasbrasil.com.br
Onofre - www.onofre.com.br

Informamos que esta se destina unicamente para consultas e que o uso de medicamentos sem orientação adequada pode trazer riscos a saúde. O ClinicaBR recomenda a todos os pacientes a procurarem sempre uma orientação médica.

Acidex VIAGRA MICROVLAR SALONPAS GEL Cialis Adegrip TYLENOL Adeforte Uni Vir Creme Software Medico Rivotril Novalgina Adriblastina Rd Puran T4 Advil Adalat Retard Acular Acrosin Bulario Software Odontologico Acarsan Locao Ad-element Cadastrar Dorflex Aerolin CID-10 Absten S HIPOGLOS Ad-til Accuvit NEOSALDINA Acticalcin Acne-aid BUSCOPAN Adalat Ciclo 21