Rental Software - Vivorental.com

Info:
- Aluguel de Computadores para consultorios, com toda a suporte: Convex
- Aluguel de multifuncionais, com toner, cilindro e suporte: Convex
- Adovagados - Previdenciario, DPVAT, Civil, Familia e Criminal - em Sinop / MT
- CRM, Proposal, Contracts and Invoices Management tool for small business
- CRM FOR RENTAL COMPANIES

Bula Medicamento - Bonefós


Bonefós®

Clodronato dissódico


Composição - Cada cápsula contém: Clodronato dissódico tetraidratado, correspondente a 400 mg de clodronato dissódico anidro. Excipientes: Talco, estearato de cálcio, dióxido de silício e lactose. Cada ml da solução injetável contém: Clodronato dissódico tetraidratado, correspondente a 60 mg de clodronato dissódico anidro. Excipientes: Hidróxido de sódio, água para injetáveis.

Indicações - Tratamento do aumento da reabsorção óssea devido a doenças malignas com ou sem hipercalcemia. A via intravenosa destina-se apenas ao tratamento de hipercalcemia devido a doença maligna.

Contra-indicações - BONEFÓS® é contra-indicado para pacientes que apresentem hipersensibilidade ao clodronato dissódico ou aos demais componentes do produto e no tratamento concomitante com outros bisfosfonatos.

Precauções e advertências - A segurança e a eficácia não foram estabelecidas em pacientes pediátricos. Deve ser mantida hidratação adequada durante o tratamento com clodronato, principalmente quando administrado por infusão intravenosa e em pacientes com hipercalcemia ou insuficiência renal. Em pacientes com insuficiência renal, BONEFÓS® deve ser administrado com precauções adicionais (ver Posologia, para ajustar a dose). A infusão intravenosa de clodronato em doses muito mais elevadas que as recomendadas, especialmente se administrada rapidamente, pode causar danos renais graves. O clodronato não deve ser utilizado por gestantes ou lactantes, a menos que as vantagens terapêuticas superem claramente quaisquer riscos.

Reações adversas - As reações adversas mais relatadas são: náusea, vômito e diarréia (cerca de 10% dos pacientes). Geralmente leves e mais comuns com doses elevadas. Tanto com a forma oral quanto intravenosa, podem ocorrer: Hipocalcemia assintomática (comum) e hipocalcemia sintomática (raro). Níveis séricos elevados do hormônio da paratireóide geralmente associados com a redução dos níveis séricos de cálcio. Mudanças nas concentrações séricas da fosfatase alcalina (que pode também estar elevada devido a metástases hepáticas ou ósseas), diminuição da função respiratória em pacientes asmáticos sensíveis ao ácido acetilsalicílico (bastante raro) e reações de hipersensibilidade manifestadas como distúrbios respiratórios, elevações das aminotransferases, usualmente dentro do intervalo normal (comum) e elevações das aminotransferases, excedendo duas vezes o intervalo normal, sem associação com a redução da função hepática (raro); reações cutâneas semelhantes às de hipersensibilidade (raro), disfunção renal (elevação da creatinina sérica e proteinúria); graves lesões renais, especialmente após infusão intravenosa rápida de doses elevadas de clodronato (raro) (ver Posologia).

Interações medicamentosas - O uso concomitante de clodronato com outros bisfosfonatos é contra-indicado. Existem relatos de que o uso concomitante de clodronato e analgésicos antiinflamatórios não-esteroidais, mais freqüentemente o diclofenaco, está associado à disfunção renal. Deve-se ter cautela no uso concomitante de clodronato com aminoglicosídeos, devido ao aumento do risco de hipocalcemia. Existem relatos de que o uso concomitante de clodronato com fosfato de estramustina aumenta a concentração sérica deste último em até 80%. O clodronato forma complexos pouco solúveis com cátions bivalentes e, desta maneira, a administração concomitante com alimentos ou medicamentos que contêm cátions bivalentes, como, por exemplo, os antiácidos e produtos contendo ferro, leva a uma redução significativa de sua biodisponibilidade.

Posologia - Via infusão intravenosa (apenas para tratamentos de curta duração): Recomendações gerais: Manter hidratação adequada, assim como monitorar a função renal e os níveis séricos de cálcio, antes e durante o período de tratamento. O período para que um nível sérico de cálcio, clinicamente aceitável, seja mantido após infusão de clodronato, varia consideravelmente de paciente para paciente. Se necessário, a infusão pode ser repetida para controlar o nível sérico de cálcio ou pode-se instituir o tratamento com clodronato via oral, se for apropriado. A estabilidade físico-química do produto diluído foi comprovada para até 24 horas, quando armazenado entre 15°C e 25°C. No entanto, do ponto de vista microbiológico, a solução diluída deve ser imediatamente utilizada. Caso a solução diluída não seja administrada imediatamente, esta deve ser armazenada em temperatura de 2°C a 8°C, por período não superior a 24 horas, desde que a preparação da diluição tenha sido feita de modo a evitar qualquer contaminação microbiológica. Pacientes com função renal normal: Tratamento de hipercalcemia devido a doença maligna: Recomenda-se a dose diária de 300 mg (1 ampola de 5 ml), diluída em 500 ml de solução salina (cloreto de sódio 9 mg/ml) ou solução de glicose 5% (50 mg/ml). A solução preparada deve ser administrada por infusão durante pelo menos 2 horas, em dias consecutivos, até obter-se uma calcemia normal, habitualmente no intervalo de 5 dias. De modo geral, o tratamento não deve ser prolongado por mais de 7 dias. Alternativamente, a dose de 1.500 mg de clodronato pode ser administrada em dose única, diluída em 500 ml, como descrito anteriormente e por infusão durante 4 horas. Pacientes com insuficiência renal: Tratamento de hipercalcemia devido a doença maligna: A dose de clodronato deve ser reduzida em 25%, 25%-50% e 50% respectivamente conforme a depuração de creatinina: 50-80, 12-50 e < 12 ml/min. Via oral: Recomendações gerais: As cápsulas de BONEFÓS® devem ser ingeridas inteiras. Recomenda-se que a dose diária de 1.600 mg seja ingerida de uma só vez. Quando a dose diária for maior que 1.600 mg, recomenda-se que a dose excedente seja ingerida separadamente, em uma segunda tomada, como descrito a seguir. Tanto a dose única diária como a primeira dose devem ser ingeridas preferencialmente no período da manhã em jejum, com um copo de água. Após a tomada do medicamento, o paciente deve evitar a ingestão de alimentos, bebidas (exceto água) ou qualquer outro medicamento (oral) por uma hora. Quando a dose diária é dividida em duas tomadas, a segunda deve ocorrer entre as refeições, no mínimo duas horas após e uma hora antes de comer, beber (exceto água) ou ingerir qualquer outro medicamento. BONEFÓS® não deve ser ingerido com leite, alimentos ou medicamentos contendo cálcio ou outros cátions bivalentes, porque eles diminuem a absorção do clodronato. Pacientes adultos com função renal normal: Tratamento de hipercalcemia devido a doença maligna: Recomenda-se a utilização de infusão intravenosa para o tratamento de hipercalcemia associada a doença maligna. No entanto, quando se utiliza a terapêutica oral para tratar a hipercalcemia, deve ser administrada uma dose inicial elevada, de 2.400 ou 3.200 mg por dia e, conforme a resposta individual, as doses devem ser gradualmente reduzidas até 1.600 mg por dia, com o objetivo de manter o cálcio sérico em níveis normais. Aumento da reabsorção óssea devido a doença maligna sem hipercalcemia: Quando a terapia oral é utilizada para tratar o aumento da reabsorção óssea sem hipercalcemia, a dose deve ser individualizada. Recomenda-se iniciar o tratamento com 1.600 mg ao dia. Se clinicamente necessário, a dose pode ser aumentada, não devendo exceder os 3.200 mg por dia. Pacientes com insuficiência renal: Deve ser utilizado com precaução em pacientes com insuficiência renal. Doses diárias maiores que 1.600 mg não devem ser usadas de maneira contínua.

Apresentações - Cartucho contendo frasco com 30 cápsulas. Cartucho contendo 5 ampolas com 5 ml cada. Cartucho contendo 1 ampola com 25 ml cada.

Venda Sob Prescrição Médica.

Este texto é o resumo da bula registrada no Ministério da Saúde. Para informações sobre precauções, motivos para interrupção, interações medicamentosas, hipersensibilidade e superdosagem, dentre outras, consulte a bula do produto, outros de nossos impressos mais detalhados ou telefone para o SAC (0800-7021241). Schering do Brasil, Química e Farmacêutica Ltda. Subsidiária da Schering AG - Alemanha.

Registro no M.S. 1.0020.0088.

Schering do Brasil, Química e Farmacêutica Ltda.

O Clinicabr é um software para area de saúde. Para consultar a venda de remédios, sugerimos alguns sites populares na internet. Farmácias e drogarias on line:

Farmagora - www.farmagora.com.br
Farmadelivery - www.farmadelivery.com.br
Netfarma - www.netfarma.com.br
Ultrafarma - www.ultrafarma.com.br
Drogaria Minas Brasil - www.drogariaminasbrasil.com.br
Onofre - www.onofre.com.br

Informamos que esta se destina unicamente para consultas e que o uso de medicamentos sem orientação adequada pode trazer riscos a saúde. O ClinicaBR recomenda a todos os pacientes a procurarem sempre uma orientação médica.

Acidex VIAGRA MICROVLAR SALONPAS GEL Cialis Adegrip TYLENOL Adeforte Uni Vir Creme Software Medico Rivotril Novalgina Adriblastina Rd Puran T4 Advil Adalat Retard Acular Acrosin Bulario Software Odontologico Acarsan Locao Ad-element Cadastrar Dorflex Aerolin CID-10 Absten S HIPOGLOS Ad-til Accuvit NEOSALDINA Acticalcin Acne-aid BUSCOPAN Adalat Ciclo 21