Rental Software - Vivorental.com

Info:
- Aluguel de Computadores para consultorios, com toda a suporte: Convex
- Aluguel de multifuncionais, com toner, cilindro e suporte: Convex
- Adovagados - Previdenciario, DPVAT, Civil, Familia e Criminal - em Sinop / MT
- CRM, Proposal, Contracts and Invoices Management tool for small business
- CRM FOR RENTAL COMPANIES

Bula Medicamento - Blaubimax


Blaubimax®

Albumina humana 20%


Indicações - Utilizada nos casos em que se necessite corrigir a volemia e a pressão coloidosmótica como: cirrose hepática ou nefrose, doenças e cirurgias gastrointestinais; queimaduras; edema cerebral; toxemia gravídica; hemorragia, perda de plasma e choque hipovolêmico; choque séptico; choque hemorrágico; desidratação com deficiência de albumina e estabilização do volume circulante pré, intra e pós-operatória; perfusão extracorpórea (auxílio à circulação); hiperbilirrubinemia em neonatos; hipotensão arterial temporária durante a hemodiálise; plasmaférese ou troca de plasma; ascite combinada com paracentese; sepse ou infecções graves acompanhadas de grande perda de proteína (peritonite, mediastinite); síndrome nefrótica, caso os diuréticos isolados apresentem um resultado insatisfatório; insuficiência hepática aguda; hipoalbulinemia pós-operatória grave; hipoalbulinemia em bebês prematuros ou recém nascidos.

Contra-indicações - O produto não é indicado nas seguintes situações: hipersensibilidade comprovada a preparações de albumina; em situações onde a hipervolemia ou a hemodiluição podem apresentar um risco em especial; nessas circunstâncias, cada caso deve ser avaliado individualmente. Exemplos de tais condições são: insuficiência cardíaca, hipertensão, varizes esofágicas, edema pulmonar, diátese hemorrágica, anemia grave, anúria renal e pós-renal; pacientes desidratados, a menos que, ao mesmo tempo, seja administrado fluido suficiente por via oral ou por infusão.

Cuidados e advertências - Advertências: Sinais ou sintomas de incompatibilidade: Sintomas subjetivos: Interromper a infusão. Dispnéia, choque ou sinais isolados de choque: Administrar epinefrina por via intravenosa, administrar corticosteróides em altas doses por via intravenosa, restaurar o volume sangüíneo e administrar oxigênio através de cateter intranasal. Parada cardíaca ou respiratória: Reanimar. Em pacientes portadores de enfermidades nas quais uma sobrecarga por aumento de volume e/ou pressão pode ser perigosa, tais como insuficiência cardíaca descompensada, hipertensão grave, varizes do esôfago, diásteses hemorrágicas e anúria de causa renal ou pós-renal, a albumina deve ser utilizada sob rigorosa observação médica com infusão lenta e monitorização contínua dos parâmetros clínicos. O produto contém de 100 a 160 mEq/l de sódio e isto deve ser considerado quando houver a necessidade de se controlar a ingestão de sal. Aos primeiros sinais de sobrecarga circulatória (dor de cabeça, dispnéia, estase jugular), a infusão deve ser imediatamente interrompida. Precauções: Pode ser utilizado em pacientes submetidos à diálise e em bebês prematuros, por ter baixa concentração de alumínio. Se grandes quantidades forem administradas, os parâmetros de coagulação e de hematócrito devem ser monitorados. Se necessário, outros componentes sangüíneos (fatores de coagulação, eletrólitos, plaquetas e eritrócitos) devem ser administrados. Se o nível de hematócrito cair abaixo de 30%, deve se administrar hemácias tamponadas para manter a capacidade de transporte de oxigênio no sangue. Pacientes idosos e situações de insuficiência cardíaca em potencial: Cautela com a hipervolemia. Reações alérgicas, interromper infusão. Reação alérgica persistente ou reação anafilática, as devidas providências devem ser tomadas. Quando componentes do sangue ou plasma humano são administrados, a hipótese de transmissão de doenças infecciosas ou patógenas não pode ser completamente descartada. Isto também é válido em caso de patógenos potenciais, que ainda são desconhecidos. Imediatamente antes da administração, verificar visualmente se não há turbidez no conteúdo e se não contém qualquer sedimentação. Caso positivo, não utilize o frasco. Se mantida sob refrigeração, a preparação deve ser trazida à temperatura ambiente, antes da administração. Deve ser administrada dentro de quatro horas após a abertura do frasco, caso exceda esse tempo deverá ser descartada. Conteúdo remanescente deverá ser descartado. Deve ser administrado concomitantemente com fluidos adicionais a pacientes com sintomas de desidratação, se necessário. Se a albumina for administrada rapidamente, pode resultar em sobrecarga vascular com edema pulmonar. Reações adversas: Pode causar hipervolemia.

Reações adversas - A albumina humana 20% é isotônica e pode causar hipervolemia. Embora com baixa incidência de acontecimento existe o risco de insuficiência circulatória por hipervolemia ou grave reação de incompatibilidade com choque. Ambas as situações podem levar à parada cardíaca e morte. Durante ou após infusão de soluções que afetam o volume sangüíneo, podem ocorrer reações urticariformes transitórias, hipotensão temporária, aumento da temperatura e/ou calafrios. Tais reações são raras e a experiência mostrou que desaparecem rapidamente com a interrupção da infusão.

Posologia - A quantidade do produto, a diluição adequada e a duração do tratamento dependem do quadro clínico. Quando se utiliza BLAUBIMAX® (albumina humana 20%) sem diluição, deve-se promover a hidratação do paciente, se necessário. Recomenda-se o seguinte esquema posológico: Cirrose hepática ou nefrose, doenças e cirurgias gastrointestinais: Pré e pós-operatório: Usar albumina 20% não-diluída na velocidade de 35 a 70 gotas/minuto, ou diluída 1:4 em soro fisiológico na velocidade de 125 gotas/minuto. A quantidade a ser utilizada e a duração do tratamento dependem do quadro clínico. É necessário controlar regularmente a albumina sérica. Queimaduras: Usar albumina 20% não-diluída na velocidade de 125 gotas/minuto, no volume total de 50 a 100 ml, ou diluída à 1:4 em soro fisiológico. Em casos graves, utilizar a infusão rápida: 500 ml em 15 a 30 minutos. Edema cerebral: Usar albumina 20% não-diluída na velocidade de 35 a 70 gotas/minuto, no volume de 50 a 100 ml. Utilizar concomitantemente solução hipertônica e/ou diuréticos e reduzir a administração de líquidos. Toxemia gravídica: Usar albumina 20% não-diluída na velocidade de 125 gotas/minuto, no volume de 50 a 300 ml. Hemorragia, perda de plasma e choque hipovolêmico: No início do tratamento, usar albumina 20% não-diluída na velocidade de 125 gotas/minuto, no volume de 50 a 100 ml. Em casos graves, pode ser utilizada a albumina 20% diluída em infusão rápida: 500 ml em 15 a 30 minutos. Na manutenção, utilizar albumina 20% diluída 1:4 em soro fisiológico, na velocidade de 125 gotas/minuto ou cerca de 500 ml/hora. Caso o valor do hematócrito fique menor que 25%, deve-se utilizar adicionalmente sangue total ou concentrado de hemácias. Desidratação com deficiência de albumina e estabilização do volume circulante pré, intra e pós-operatória: Usar albumina diluída 1:4 em soro fisiológico ou glicosado a 5%, na velocidade de 125 gotas/minuto. A quantidade infundida e a duração do tratamento dependem do quadro clínico. Perfusão extracorpórea (auxílio à circulação): Administrar em quantidade proporcional à solução de perfusão. Hiperbilirrubinemia do recém-nascido: Administrar albumina não-diluída de 5 a 14 ml/kg de peso corporal, 30 minutos antes de iniciar a exsanguinotransfusão. A dosagem individual pode variar de acordo com as condições clínicas e massa corporal de cada indivíduo.

Venda Sob Prescrição Médica.

Uso restrito a hospitais.

Registro no M.S.1.1637.0040.

BLAUSIEGEL Indústria e Comércio Ltda.

O Clinicabr é um software para area de saúde. Para consultar a venda de remédios, sugerimos alguns sites populares na internet. Farmácias e drogarias on line:

Farmagora - www.farmagora.com.br
Farmadelivery - www.farmadelivery.com.br
Netfarma - www.netfarma.com.br
Ultrafarma - www.ultrafarma.com.br
Drogaria Minas Brasil - www.drogariaminasbrasil.com.br
Onofre - www.onofre.com.br

Informamos que esta se destina unicamente para consultas e que o uso de medicamentos sem orientação adequada pode trazer riscos a saúde. O ClinicaBR recomenda a todos os pacientes a procurarem sempre uma orientação médica.

Acidex VIAGRA MICROVLAR SALONPAS GEL Cialis Adegrip TYLENOL Adeforte Uni Vir Creme Software Medico Rivotril Novalgina Adriblastina Rd Puran T4 Advil Adalat Retard Acular Acrosin Bulario Software Odontologico Acarsan Locao Ad-element Cadastrar Dorflex Aerolin CID-10 Absten S HIPOGLOS Ad-til Accuvit NEOSALDINA Acticalcin Acne-aid BUSCOPAN Adalat Ciclo 21